O melhor programa para fazer no Grajaú aos domingos, segundo os moradores, é o ‘Pagode da 27’. A festa está completando oito anos e, o que começou com um grupo de amigos, hoje envolve toda uma comunidade. “Minha filha nasceu e está sendo criada aqui no meio”, diz a recepcionista Rose Rebelo.

Com o pagode, a antiga Rua 27, que era uma das mais violentas do Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, hoje recebe amigos, famílias e casais de namorados que vão curtir o som e sambar para valer.

Dez músicos participam do grupo, quase todos também são compositores. Eles já têm dois CDs gravados.”Nosso trabalho é cultural, mas social também, a gente sabe a importância que temos para a comunidade”, diz o músico Jeferson Santiago. Em dia de movimento, a turma chega a receber até 4 mil pessoas da própria comunidade e de outras regiões, que vão prestigiar o ‘Pagode da 27’.

Serviço
Todo domingo
Horário: das 16h às 20h.
Endereço: Rua Manoel Guilherme dos Reis, perto do Terminal Grajaú.
Entrada franca